Páginas

March Family


Ontem fui à locadora e peguei "Orgulho e Preconceito" e "Adoráveis Mulheres", pela milésima vez.
Filmes pra mim não precisam ser inéditos, prefiro os clássicos. Histórias de amor, mas não clichês. Preferencialmente filmes de época.
E agora estou vendo "Adoráveis Mulheres" que é inspirado no clássico americano Little Women. A primeira vez que ouvi sobre o livro foi no seriado, também americano, Friends.

Recém passou a cena onde Beth, se recuperando da escarlatina, no natal, recebe de presente do Sr. Laurence o piano que pertencia a sua filha.
Enquanto ela batia nas teclas do piano com músicas natalinas, eu via o quanto se assemelham com teclas de computador.
E digitando agora, estou rindo, porque é fácil pensar que as letras são a minha música.
A recuperação da Beth, por meio do piano é a minha recuperação por lingua escrita.

A felicidade que ela fica sempre me faz chorar. Ainda mais porque a próxima cena é o retorno do pai das 4 mulheres da guerra.

Jo, a personagem principal me inspira muito. Ela é escritora e vai atrás de seus sonhos.
Tem uma cena que ela diz que pela noite, personagens tão queridos quanto pessoas reais da sua vida a visitam. É um ponto em comum que tenho com ela. Ainda mais porque sempre que escrevo ficção, os personagens são baseados nas pessoas que me cercam no momento.
Adoro a confusão de sentimentos desse filme, ainda quero ler o livro e me afogar nessas vidas.
Jo March é 1o.

Vejam o filme! Ou melhor, leiam o livro.

Lições de dirrty carol

"desde que parei de amar, sinto falta disso, eu necessito do amor na minha vida pra ser feliz, triste, mas é verdade. e eu não me importo se vou sair bem desse amor, dessa paixão, desde que eu tenha vivido ela"

Acabei de ler isso no blog da prima. Cara, como faz sentido.
Cresci ouvindo que mulher sofre porque ama demais, porque espera demais. Mas nem sempre tem que ser assim, ou não? Sentir pena de si mesmo é a pior derrota que podemos ter, até porque ninguém sabe ditar teus defeitos a não ser que tu os conte.
Essa última parte do pensamento da Carol: tenho pensado muito nisso. Na verdade, faz 1 mês e meio que tenho pensado nisso.

***

Poucas das pessoas que me lêem agora sabem que eu gosto de escrever. Sempre gostei. Sempre me comuniquei melhor assim. Lembro-me de uma vez, quando eu estava na pré-escola. - Eu estudava no turno matutino, imaginem... 6 anos e acordando cedinho para ir para a escola. E num belo dia (mentira, estava nublado e frio [embora eu ache esses dias lindos, literariamente esse tipo de dia não caracteriza um belo dia])#, eu escrevi uma cartinha com direito a desenho e tudo para a professora Rosana, dizendo que me desculpasse mas que eu "precisava" faltar aula naquele dia.

Mas, enfim, eu gosto de escrever. E está dito em algum lugar do meu blog "
Mente, coração e habilidades de uma adolescente gaúcha". Mas eu não tenho colocado nem mente nem coração aqui, o que muda agora.

# é, chaves dentro de parênteses!
***

Como é fácil cair em devaneios (risos)!

to be continued

[Proposta de Redação]

O que desperta seu lado consumista?
Consumo. Capital. Dinheiro. Negócios. Whisky. Glamour. Luxo.
“Eu quero ser rica, e quero muito dinheiro. Não me importo com inteligência, não me importo com divertimento. Quero muitas roupas e montanhas de diamantes.” Ou pelo menos foi isso que Lilly Allen escreveu na sua música.
“Só há dois tipos de pessoas no mundo: os que chamam atenção e os que observam.” E eu concordo com a Britney. O que desperta minha mentalidade capitalista é a vida divulgada pela mídia. Quero ser a pessoa que dá exemplo, a pessoa em evidência.
“Fama! Fazemos isso pela fama, fama pois nós queremos viver a vida de riqueza e glamour” E quem discorda da Lady Gaga?
Quando folheio revistas na banca o que vejo é vida fácil, vida bonita. Aquelas imagens fixam uma idéia de perfeição e despertam um lado totalmente consumista em mim e em muitas pessoas. As mães sempre tem tempo para os filhos e aqueles filhos são educados, estão sempre limpinhos e nunca gritam. Os casais se amam, quando se vêem seus olhos brilham, nunca se cansam e seu relacionamento nunca cai na rotina.
Essa vida utópica é meta. Essas imagens são colocadas na vitrine dos nossos olhos e nos fazem remexer nos cofres que são nossas mentes e pedir empréstimo para nossa personalidade e caráter. Quando chegar lá, espero que valha a pena.
Por: RaFa Hübner
19/08/2009

SAL Coeur et Boules


Esse é um SAL do ano passado que terminei esse ano [que vergonha].
Gostei muito de bordar, mas na hora de substituir os apliques acabei gostando menos do quadro, acho que ele merecia coisa melhor.
A moldura eu gostei bastante! O trabalhado é todo em relevo.

Me encontra, ou deixa eu te encontrar


Priscila, Roana, Birbo, eu [RaFa]

Essa fotinho foi tirada ontem. Faz 3 dias que o calor tá insuportável aqui em Cruz Alta (RS), 28 graus.
A Roana me chamou pra sair pelo msn, combinamos com a Priscila e fomos tomar um sol da praça. Aqui, a praça é "point", todo mundo passa por lá quando não tem o que fazer hehe
Estávamos conversando quando aparece o tal do Birbo, fazendo propaganda de uma pet shop que inaugurou agora.

Com o calor, me lembro de 6 meses atrás. Nos dias que eu passei no hospital me recuperando da cirurgia.
Já são 28kg e ainda faltam pelo menos 10kg!



E essa música. Tenho cantado todos os dias. É do novo cd do Charlie Brown Jr. "Camisa 10 Joga Bola até na Chuva". É a única que conheço desse novo CD, mas CBJ já tem me acompanhado faz alguns anos. Deeesde quando eles tocavam a música de abertura de Malhação.

"Vivemos tempos de loucos amores, só é feliz quem sabe o que quer"

SAL Flip It Stamp


Esse é um SAL que eu adoooro e o primeiro que consigo manter atualizado.
Estamos no sétimo mês.
Esse bordado me acompanha desde antes da minha cirurgia. Eu já tinha janeiro feito quando entrei para a faca.
Fevereiro foi um porre bordar, porque eu tinha meus líquidos para tomar de 5 em 5 minutos hehe
Março, eu atrasei... ñ lembro bem por qual motivo
E de abril para julho passou tão rápido... que parece tão irreal!
Quando vc entra em um projeto de 1 ano, parece que vai demorar muuuuito até terminar, mas os meses vão passando, coisas vão acontecendo.
Bom, 5 selos ainda. Mas me sinto como se fossem 2. Muito próximo ao fim